Sorocaba - (15) 3225-3882

Notícias

Demolição sustentável agora é pré-requisito para certificação LEED

Demolição sustentável agora é pré-requisito para certificação LEED

Apesar de voluntária, a certificação internacional LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) continua ganhando cada vez mais reconhecimento internacional na construção civil. Cerca de 170 mil m² de edificações são certificados diariamente no mundo.

 

Sempre em linha com o objetivo principal de fomentar técnicas, metodologias e tecnologias para construção sustentável, periodicamente suas normas são atualizadas pelo U.S. Green Building Council (USGBC), ONG responsável pela gestão das normas e certificações LEED.

A mais recente versão é o LEED v4 que apresenta novidades para reduzir as emissões de CO² das edificações, durante e após sua construção e também em processos de demolição.

Na versão anterior das normas, um plano para a gestão de resíduos de demolição apenas contava pontos em um sistema de “score”, mas não era determinante para a obtenção da certificação. Agora, um planejamento prévio é pré-requisito. Este plano, por sua vez, deve especificar como o material será separado, manuseado e descartado, e um relatório deve demonstrar os resultados obtidos.

Além disso, dependendo do percentual de destinação de resíduos, pode-se agregar até dois pontos adicionais no “score” de performance. Para tanto, um mínimo de 75% dos resíduos precisam ser devidamente processados e abranger ao menos 4 tipos diferentes de materiais (por exemplo, concreto, vidro, ferro e madeira).

Para calcular o percentual de tratamento de resíduos a norma possui uma sutileza que demanda atenção na estruturação do planejamento: os cálculos podem ser feitos com base em volume ou peso. Sendo assim, o primeiro ponto a ser analisado é a densidade dos resíduos.

Se forem leves, adotar o critério de volume é mais indicado. Mas quando se trata de grandes quantidades de concreto demolido, o cálculo precisa ser feito com base no peso. Desse modo se atingem maiores percentuais de destinação de resíduos segundo a norma.

Segundo o Green Building Council Brasil (http://gbcbrasil.org.br/), nosso país já é o 4º com maior número de registros no ranking mundial, contando com a adesão de quase 900 empresas.

Fonte: http://www.construction.blog.br/ferramentas-para-a-construcao/post/32/demolicao_sustentavel_agora_e_pre_requisito_para_certificacao_LEED.php#.WH9JcH3NxCk

 

 

 Conheça as vantagens das estruturas pré-fabricadas

Conheça as vantagens das estruturas pré-fabricadas

Sustentabilidade e rapidez na execução das obras fizeram com que o setor da construção civil aderisse aos pré-fabri

Leia mais
Grupo Premodisa é homenageado pelo Gpaci

Grupo Premodisa é homenageado pelo Gpaci

O Grupo Premodisa recebeu na data de hoje, 26/10/17, uma homenagem do Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil (GPACI) de Soro

Leia mais
Alunos da FESP conhecem as vantagens do pré-fabricado em concreto

Alunos da FESP conhecem as vantagens do pré-fabricado em concreto

Os alunos de Engenharia Civil, da FESP (Faculdade de Engenharia de São Paulo), realizaram um encontro em comemoração à I

Leia mais